Marketing de Conteúdo: Conceitos básicos que você precisa saber para começar

Equipe 5seleto

O Marketing de Conteúdo ou Inbound Marketing, auxilia os profissionais de marketing em um dos maiores desafios de hoje, criar uma estratégia de comunicação eficiente, que desperte o interesse do seu público e traga resultados mais assertivos para a sua empresa. Já falamos sobre o que é inbound marketing em outro texto, mas aqui vamos explicar alguns conceitos básico para você que quer se aprofundar no tema.

Mas o que é Marketing de Conteúdo ou Inbound Marketing?

Esse conceito, apesar de recente, já vem sendo aplicado por muitas empresas dentro e fora do Brasil. E muitas empresas têm conseguido grandes resultados ao investirem mais no Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing) do que no marketing tradicional.

O consumidor de hoje está mais exigente, ele tem pesquisado cada vez mais antes de adquirir um produto ou contratar um serviço. Por exemplo, quando desejamos adquirir um novo smartphone, a primeira atitude que temos é buscar no Google conteúdos que indiquem qual o melhor aparelho daquele momento, qual possui o melhor custo benefício, as mais recentes tecnologias presentes naquele telefone móvel e quais aplicativos são compatíveis com sistema operacional do seu futuro novo celular.

Agora, imagina que interessante seria se em um desses conteúdos você encontrasse um e-book ou um material rico de informações que o ajudem a decidir qual o aparelho ideal para o seu perfil. Esse é um dos principais objetivos do Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing): entregar o conteúdo certo, para a pessoa certo no lugar certo. Para entregar esses conteúdos da melhor forma possível e atrair interessados cada vez mais qualificados.

Faz sentido? Então você precisa conhecer 7 conceitos básicos. Vamos lá!

7 conceitos básicos que você precisa conhecer para começar a implementar o Marketing de Conteúdo na sua empresa agora mesmo!

 

7 conceitos básicos sobre Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing)

7 conceitos básicos sobre Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing)

1. Persona

O primeiro e mais importante conceito que você deve conhecer é o de “personas”. Antes de criar qualquer tipo de estratégia de marketing é preciso conhecer profundamente o seu público, saber que tipo de conteúdo ele consome, quais são suas principais fontes de pesquisas e as mídias mais utilizadas para consumir esses conteúdos. A “Persona” nada mais é do que a personificação do seu cliente ideal. Com ela você consegue criar conteúdos mais assertivos, com base em atitudes similares ao do seu público.

2.  Keyword – O que é Palavra Chave?

Ao conhecer os anseios do seu público, o seu próximo passo é identificar as “keywords” ideais para o seu negócio. Mas o que são “keywords”? São os termos mais importantes da sua estratégia de conteúdo. Eles servirão para nortear o posicionamento do seu site e o direcionamento dos textos produzidos pela sua equipe. Tradicionalmente, quando realizamos uma pesquisa nos buscadores utilizamos termos simples e objetivos que conduzirão as nossas buscas. Nesse momento, buscamos por termos próximos ou muitas vezes, exatos do que estamos procurando. Isto são palavras-chave!

Ao estudar o seu público,  os produtores de conteúdo devem definir qual é a palavra chave principal do seu texto. Isso ajudará os motorzinhos do Google a identificar qual o principal tema daquele conteúdo e assim ajudar no posicionamento do mesmo.

3. SEO – Search Engine Optimization

As palavras chaves têm como objetivo, também, auxiliar na otimização do conteúdo.  Afinal, ter conteúdo de qualidade é mais do que indispensável, porém é preciso que esse conteúdo seja encontrado, não é mesmo? O SEO é a prática responsável por auxiliar os computadores do Google, e dos outros buscadores, a compreenderem o seu conteúdo e mostrá-lo quando o assunto relacionado ao seu conteúdo for buscado. Porém, para que o seu conteúdo seja mostrado e, consequentemente, encontrado por novos visitantes, é necessário otimizar o máximo o seu conteúdo, trabalhando cuidadosamente as palavras chaves dentro do texto, nos títulos e links relacionados.

Mas o SEO não é só palavras-chave. Além disso devemos considerar técnicas de SEO On Page e Off Page — ou seja, técnicas que devem ser aplicadas na codificação das páginas do site (SEO On Page) e o trabalho de adquirir links externos e etc (SEO Off Page). Esse é um tema muito extenso que vamos abordar em outro momento, mas é importante que você saiba que é necessário estar bem posicionado nas buscas para alcançar seu público.

4. Call to action

O “call-to-action” ou CTA, como é popularmente conhecido entre os profissionais de marketing, nada mais é do que um botão ou espaço que incetiva a pessoa que está navegando no seu site a realizar uma ação. Essa ação geralmente varia, pode ser: baixar um e-book, permitir que você receba as novidades e promoções no seu e-mail ou, ainda, para participar de um evento ou grupo de discussões.

O mais importante sobre esse elemento é explorar a sua criatividade nele para poder atrair o seu visitante e realmente induzir que ele realize a ação que você sugeriu. Para isso, existem frases altamente convertedoras e cores que são mais indicadas. Falaremos mais sobre isso em breve, em outro post, aguarde.

5. Oferta

Geralmente, quando incentivamos um visitante a realizar uma ação e ele de fato realiza, precisamos oferecer a ele o que prometemos. Por exemplo, se o incentivamos a baixar um e-book, é preciso que o e-book seja entregue a ele. Vale lembrar, que esse é um dos momentos cruciais no processo do Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing), pois é quando um visitante não só declara que deseja aquele conteúdo, como fica explicito também que ele tem uma necessidade, e que talvez a sua empresa possa atendê-la.

O conteúdo que criamos é o que chamamos de “oferta”, é com ela que conseguiremos os dados daquele visitante, e também, a permissão para iniciarmos um relacionamento, uma troca de informações. Essa oferta pode variar, pode ser um e-book, um infográfico, um vídeo explicativo ou até mesmo uma consultoria. E ela necessariamente precisa conter um conteúdo original, de fácil leitura, que acrescente algum conhecimento ao usuário que o está adquirindo.

É interessante que este conteúdo seja bem diagramado, contenha imagens que ilustrem os conhecimentos presentes no documento e transmita uma experiência positiva que o usuário que o baixou tenha desejo de vivenciar novamente. Lembre-se: essa primeira experiência diz muito sobre a sua empresa, os serviços e produtos que ela tem a oferecer!

6. Lead

Antes de você entregar a oferta para o seu visitante, ele precisará preencher alguns dados em um formulário. Esse momento é extremamente importante para que o seu visitante se transforme em um lead, por isso, precisamos definir com muita atenção quais os principais dados serão coletados.

Mas o que é um lead? O lead é o primeiro estágio de qualificação de um contato. É o primeiro sinal que o visitante transmite à sua empresa que ele possui interesse em algum conteúdo, serviço ou produto do seu negócio. Segundo especialistas da Hubspot, pioneira nas práticas do Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing), o lead consiste em um usuário que adquiriu algo gratuito em troca de suas informações, como por exemplo um e-book ou uma consultoria.

7. Landing Page

Um dos elementos mais importantes para a geração de leads é a Landing Page. A Landing Page é o espaço destinado a publicação e divulgação do seu produto ou da sua oferta. Nela estarão presentes os melhores argumentos sobre o seu negócio.

A Landing Page é o ultimo contato que você terá com esse visitante antes de ele se tornar um lead. É o momento em que ele deverá preencher o formulário e permitir que você e sua empresa se comunique com ele por e-mail, telefone ou redes sociais.

Por ser uma espaço de extrema importância, é preciso que ela seja bastante objetiva, que incentive o visitante a realizar a ação que sugerimos no início. Por isso, outro elemento que você precisa estar muito atento é o formulário. Muitas vezes, quando um visitante se depara com um formulário muito grande, ele poderá abandonar o seu site caso a oferta não possua o valor correspondente à quantidade de informações solicitadas. Você já passou por isso?

As redes sociais e empresas de maior destaque no mundo digital hoje, como Facebook, Twitter e Netflix, utilizam formulários curtos, geralmente com nome, sobrenome e e-mail. Neste primeiro momento, tudo que você precisa é o e-mail desse visitante e a permissão dele para o envio de conteúdos. Por isso, aproveite este primeiro momento para coletar apenas as informações cruciais para o prosseguimento da ação. Deixe informações complementares para outro momento.

E aí? Pronto para por o conhecimento sobre Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing) em prática?!

Como podemos observar, o Marketing de Conteúdo (Inbound Marketing) aparece com o objetivo de direcionar e otimizar a criação e a distribuição desse conteúdo. O marketing de conteúdo auxilia a sua empresa a:

  • Conhecer melhor o seu público;
  • Entregar tipos de conteúdos relevantes;
  • Saber onde você deve publicar conteúdos para conectar com seu púbico;
  • Criar a estratégia ideal para que mais pessoas visitem o seu site;
  • Gerar interesse pelo seu conteúdo;
  • Auxiliar no trabalho de transformar as visitas em leads
  • Nutrir os leads com informações relacionadas à sua intenção de compra
  • Aumentar a intenção de compra e ajudar os leads se tornarem clientes.

CTA-5-funil

 

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar